QUALIDADE – Internacional

06/04/2018

A água é a nossa força vital

Secas, enchentes e poluição da água exercem pressão sobre o suprimento global de água, mas ainda assim a demanda deverá aumentar em 55% até 2050. O Dia Mundial da Água chama a atenção para a necessidade de explorar soluções para atender a essa demanda, ao mesmo tempo em que encontra formas concretas de abordar os desafios da água que enfrentamos hoje.

A ISO desenvolveu mais de 1 200 padrões relacionados à água, que fornecem soluções práticas para muitos desses desafios, contribuindo diretamente para a Meta de Desenvolvimento Sustentável nº 6 das Nações Unidas: água limpa e saneamento para todos.

A reutilização de água, por exemplo, pode fornecer recursos hídricos essenciais onde eles são mais necessários. Com 80% das águas residuais globais retornando ao ecossistema sem serem tratadas ou reutilizadas2), o potencial é enorme. Para resolver o problema, a ISO desenvolveu vários padrões para um uso mais eficiente da água, incluindo duas séries de Normas Internacionais sobre águas residuais. O ISO 24516 fornece diretrizes para o gerenciamento de redes de águas residuais, enquanto o ISO 16075 suporta o uso de águas residuais em projetos de irrigação. Ainda por vir, a futura ISO 24528 estabelecerá as diretrizes para reduzir a perda de água nos sistemas de abastecimento urbano.

Organizações de todos os tipos, no entanto, não apenas aquelas envolvidas na irrigação ou nos serviços públicos, podem desempenhar um papel na gestão desse recurso valioso. A ISO 14046 fornece uma técnica de avaliação consistente para monitorar a pegada hídrica de uma organização, enquanto a futura ISO 24526 estabelecerá os requisitos básicos sobre como usar a água de maneira mais eficiente. Além disso, um novo comitê de projetos acaba de ser formado, encarregado de desenvolver padrões para a rotulagem de produtos eficientes em termos de água.

Finalmente, a ISO também está trabalhando em padrões para suportar novas tecnologias e soluções, como a futura ISO 30500 para saneamento não-esgoto, que melhorará as condições sanitárias para os 1,8 bilhão de pessoas que usam água contaminada em todo o mundo.

https://www.iso.org/news/ref2276.html                                                              

voltar